Visite nossa galeria de fotos! E fique por dentro de tudo que rola na Oficina de Produção Textual: Tecendo Argumentos[...]

Esquema da Sequência Didática da Oficina: Tecendo argumentos [...]

Página reservada para as publicações dos artigos de opinião a serem produzidos pelos alunos.[...]

DEIXE SEU RECADO AQUI! Perguntas, dúvidas, críticas, não deixe de expressar sua opinião visite nosso bate papo![...]

Galeria de fotos da Oficina: Tecendo Argumentos Sequência didática Artigos de opinião Deixe seu recado!

Produção coletiva dos alunos - Primeiro tema:

Publicação dos artigos de opinião escolar produzidos pelos alunos participantes da Oficina de Produção Textual: Tecendo argumentos. 


 


TEXTO 01

Os interesses por trás da legalização.

Alguns políticos estão querendo legalizar o uso e venda de drogas ilícitas no Brasil, pois segundo eles a legalização levaria a uma redução no consumo dessas substâncias e diminuiria a violência. Essa aprovação teria um regulamento de uso e desta forma haveria um controle para o consumo e a comercialização dessas substâncias.
Na realidade sabemos que a legalização não é algo que possa ser resolvido assim tão fácil, na prática as coisas não funcionam desta forma, pois além de sabermos que isso iria facilitar o acesso à droga, não podemos negar que os regulamentos não são cumpridos por completo no Brasil, basta observarmos o que acontece com as drogas licitas, tais como o álcool e o tabaco.
 A verdade é que a ideia surgiu da observação de que mesmo não legalizando as drogas o consumo continua muito alto e o mercado ilegal continua crescendo sem contribuir com os impostos nacionais. Como o mercado de drogas é enorme, daria uma grande contribuição com o crescimento no PIB (produto interno Bruto) brasileiro.
Resumindo o verdadeiro objetivo desta ideia não é trazer uma solução, mas sim usar um problema para “desenvolver” o nosso país. Para que ele possa ser bem visto lá fora, uma vez que sabemos que o que importa é a apresentação dos números e não da qualidade de vida de nosso povo.
Valerá mesmo à pena trocar a saude de milhões de pessoas para desenvolver financeiramente uma república? Pois será isto que iria ocorrer se as drogas forem a favor da legalização das drogas no Brasil.

 
Autores: Cícero de Moura Lima, Maria Edivância F. Ferreira, Fabíola Deliane de Sousa e Wilson Fernandes Neves.

TEXTO 02

A legalização das drogas.

O tema drogas é um assunto muito polêmico, em qualquer situação, pois divide opiniões. A tendência maior é sempre enfatizar os perigos causados a nossa sociedade, tais como: a violência, a vulnerabilidade de doenças, o vício provocado pelo consumo dessas substâncias, entre outros.
Os motivos que normalmente levam alguém a provar ou a usar ocasionalmente as drogas incluem: problemas tanto pessoais como sociais, a influência de amigos, o convívio com traficantes, a sensação imediata de prazer que produz desejo ou impressão de que elas podem resolver todos os problemas ou aliviar a ansiedade de um momento.
A legalização das drogas tem como fundamento destruir a rede do narcotráfico e o poder de aliciamento de novos usuários, com o argumento de que é mais fácil lidar com os danos à saude, distúrbios psiquiátricos e psicológicos causados pelo consumo do que enfrentar em luta armada as quadrinhas de traficantes, enriquecidos pelo comércio ilegal e apoiado por funcionários de delegacias ou políticos corruptos.
O Brasil não deve legalizar as drogas, pois essa medida certamente só aumentaria o número de usuários. Seria um verdadeiro caos se todos que quisessem consumir essas substâncias (que só fazem mal ao nosso organismo) tivessem esse direito assegurado em lei. O intuito da legalização das drogas não funcionaria, visto que precisaria um controle muito grande por parte das autoridades e a responsabilidade tanto por parte das pessoas que vendem a droga como daqueles que a consumem e isso é algo que não sabemos se realmente aconteceria.
Sabemos que a droga causa dependência e muitas vezes a morte, sua legalização seria uma irresponsabilidade das autoridades. As pessoas devem se preocupar em combater as drogas no ambiente familiar, escolar e em toda a sociedade, pois assim, dificultaria a venda dessas substâncias ilícitas por parte dos traficantes e as autoridades têm o poder de intervir nessa questão, ou seja, tentar amenizar o problema e não apoiar a legalização.

 Autoras: Ana Paula Freire Lima, Edna Luara Pereira da Silva, Márcia Alves dos Santos e Rafaela da Silva de Sousa.

 
TEXTO 03

Não a legalização das drogas.

Atualmente as drogas têm se tornado um problema preocupante para as sociedades do mundo e abrange todas as classes sociais. Elas causam a dependência química fazendo com que muitos problemas ocorram na vida daqueles que a consumem e também na vida das pessoas que estão ao seu redor.
Para resolver esse problema a legalização não é a solução. Pois se as coisas já estão desse jeito, imagine se legalizarmos as drogas em nosso país. Desse modo estaremos facilitando ainda mais o seu acesso, consumo e comercialização.
A legalização não resolveria os problemas relacionados às drogas. As pessoas defendem que ela acabaria com o tráfico e a violência nas favelas, no entanto é bem mais provável que a medida aumente o vício dos jovens por essas substâncias, deixando as famílias cada vez mais desestruturadas, sem falar que os problemas de saude certamente iriam aumentariam ainda mais.
 

Autores: Elâyne Cristina de Lima Moreira, Francisco Renato Maia Guimarães, Jussara Freire das Chagas, Letícia Lima Ferreira Ranyele Carla Ferreira Vidal.

 
TEXTO 04

Legalização para o fim da violência.

A população brasileira, principalmente a dos grandes centros urbanos, sofre com o problema da violência e muitas vezes ele está associado às drogas. Por que isso acontece?
Costuma-se associar as drogas a violência, porém a causa real dos conflitos, dos quais tomamos conhecimento diariamente pela mídia, não é o consumo das substâncias ilícitas e sim o narcotráfico. O trafico de drogas é um negócio milionário e que tem como responsáveis grandes empresários que apenas tomam proveito da situação deplorável dos cidadãos das favelas e neles vêem mão de obra barata.
A grande solução para a violência relacionada ao tráfico é a legalização imediata. Essa medida acabaria com o preconceito e permitiria entendermos melhor sobre o assunto. A maconha, por exemplo, nada mais é que uma folha de uma planta que é trazida de outros países e que é aqui vendida por um alto preço. Se a maconha pudesse ser produzida e comercializada no Brasil muitos conflitos seriam evitados.
A legalização deve ser acompanhada por políticas sociais de apoio aos dependentes químicos. Ao contrario do que se pensa a legalização não é uma política de apologia ao consumo de drogas, e sim uma política alternativa, uma forma de acabar com o narcotráfico, controlar a venda e ajudar aos dependentes. Se o proibicionsimo não está funcionando porque não tentar seguir outros caminhos?

Autores: Antônio Alison de Oliveira Sales, Carla Gleidiane Santana Silva, Fernanda Cordeiro Ferreira, José Airton da Silva Morais, Lucas José Mendes dos Santos.


TEXTO 05

As drogas e a questão da legalização.

O tema sobre a legalização das drogas no Brasil é um assunto muito polêmico, que gera discussões e questionamentos. Quando se fala em drogas os mais atingidos são os adolescentes. Sabemos que os jovens procuram nas drogas a felicidade, o prazer e a fuga, mas isso não deve ser razão para a sua legalização e sim um motivo de alerta, pois não vale a pena estragar a vida do usuário e até mesmo a de pessoas ao seu redor pelo consumo momentâneo dessas substâncias que podem trazer seqüelas por toda a vida. A liberação das drogas só aumentaria o índice de viciados e o sofrimento de muitas famílias.
A legalização não é a melhor solução para os estragos que as drogas têm causado, pois se permitida à veiculação dessas substâncias, muitos jovens influenciados por outros, farão com que mais pessoas usem certas drogas e acabem se tornando viciados. As drogas podem até trazer com o seu consumo a sensação de paz, alegria e liberdade, mas elas não são nem um tipo de remédio que cura doenças, e sim prejudicam a saude.
É preciso haver uma conscientização por parte de cada indivíduo para evitar que prejuízos ocasionados pelas drogas continuem acontecendo e que pessoas a partir de uma ação, às vezes impensada, acabem pondo fim à suas vidas.


Autores: Ana Karine de Moura Freitas, Gledivan Oliveira batista, Natália Moura da Silva , Nathália R. da Costa Guimarães,  Raíssa Chagas Malveira, Talita da Silva Andrade.    



Divulgue esse post

Digg it StumbleUpon del.icio.us Google Yahoo! reddit

0 comentários:

Postar um comentário

.
Tire sua dúvida:
.
.

'Ele entendida das coisas!

'Ele entendida das coisas!
"O correr da vida embrulha tudo. A vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta. O que ela quer da gente é CORAGEM..(Guimarães Rosa)
.
.

'Outros caminhos... outras histórias...

' Filmes

Loading...